quinta-feira, 22 de outubro de 2009

TEJO BAR

Quem lembra do Jorge Carlos? artista plástico que morou em Rio Branco na década de 80? Ele tinha uma técnica interessante de usar café para pintar seus quadros.

Geralmente, era o próprio J. Carlos quem criava todas as etapas de suas obras. Da moldura, passando pelo papel maché ( ele usava na época ) até a tinta. Conheci o J. Carlos na fase em que ele usava café no lugar de tintas convencionais. Partilhamos boas conversas em meu bar, o Absynto. Certo dia ele me perguntou por que o nome Absynto e eu disse então que era uma homenagem ao artista que admiro muito e do qual sou grande fã, Vincent Van Gogh. Absynto era sua bebida preferida.

Naquele dia conversamos muito sobre iluminação, cores e a magia da utilização do branco na tela. Bom, passado algum tempo o J. Carlos chega no Absynto com uma tela (em café sobre maché) com uma pintura que reproduzia o auto-retrato de Van Gogh. Era um presente pra mim. Noooooooossa adoooorei aquilo!

Fomos logo colocando o quadro na parede e me veio um insight de que aquela pintura alí iria exercer a função de guardião do bar.

Passados alguns dias, os olhos de Van Gogh, que antes fitavam monótonamente o ambiente, parece que criaram vida. De todos os ângulos que a gente olhava pra ele, tínhamos a sensação de feedback. Aquele olhar retornava pra gente. Incrível! Tem mais: sabe de quem eram os olhos desse Van Gogh? do queridíssimo Beto Rocha.

Estou falando isso tudo pra dizer que depois do Acre o Jorge Carlos ganhou mundo e mora há alguns anos em Portugal. O amigo Reginaldo Castela me mandou recentemente um link com um vídeo no You tube que mostra o Tejo Bar- do Jorge Carlos, em Lisboa.



Catei isso no blog http://coiso.wordpress.com/2006/12/18/tejo-bar/

Não sei se se lembram, mas há uns tempos para cá escrevi um post sobre as Jam Sessions e na altura pus um vídeo de um bar chamado Tejo Bar. Agora, após uma visitinha, posso dar a minha opinião sobre o bar.

Pois bem, o Tejo Bar é um bar situado no coração de Lisboa, mais concretamente, em Alfama. Uma porta normal, como de qualquer casa, com apenas um letreiro a dizer Tejo Bar, leva-nos a uma “sala” minúscula com 10 mesas (aproximadamente) e cheia de fumo. Á primeira vista poderá mesmo parecer um género de tasco ou coisa parecida, mas, depois de estar lá um bocado, reparamos que é muito, mas muito diferente de um tasco. É como se fosse uma pequena sala de convívio. Tem posters, discos, fotos, entre outras coisas, penduradas nas paredes. Tem 3 guitarras pousadas, um órgão, um baixo, que qualquer pessoa pode pegar, mesmo sem saber tocar, e começar a dedilhar.


Pois bem, para confirmar isso que me tinham dito, peguei numa guitarra para dar uns toques apesar de saber pouco. Não imaginava eu que, passados 2 minutos, ia ter um piano a acompanhar-me e pessoas a cantar. Foi simplesmente genial, o homem que me acompanhava tem, de longe, o melhor dom que já vi. Eu começei a tocar uns acordes que formavam uma música que fiz, completamente desconhecida, mas ele, depois de tocar uma vez a música, começou a acompanhar-me, perfeitamente! Enquanto eu por vezes me enganava, ele não, nunca se enganava, era como se conhecesse a música. Entretanto tinham chegado outras pessoas que pegaram nas guitarras e começaram a tocar músicas brasileiras, Bossanova e MPB. Podiam nem se conhecer mas tocavam juntos como se fossem uma banda. Toda a gente no bar a cantar músicas como, Águas de Março, afinados. Depois tocaram Stand By Me e aí então nem vale a pena dizer nada, toda a gente simplesmente cantava e eles tocavam. Lindo… Depois começaram os jogos de cartas e xadrez entre todos. Ninguém era o melhor ali, toda a gente podia ganhar e toda a gente podia perder. Basicamente, entramos no bar era meia noite e pouco (não me lembro bem) e saímos ás 5 da manhã. Devem ter sido as 5 horas mais bem passadas e rápidas de toda a minha vida. Para quem gosta do ambiente é obrigatório ir. E, é preciso dizer que, não chegou a acontecer a que todos dizem ser, a melhor parte da noite, onde um senhor pega numa guitarra e começa a tocar e toda a gente a cantar uma música esquisita e a declamar poemas. Tive pena de não poder assistir a isso mas ficará para uma próxima, certamente.

2 comentários:

  1. Oi mano tudo blz?

    Esse é o novo player da nossa Rádio Web Underground Lágrima Psicodélica que toca em todos os navegadores:

    http://www.megaupload.com/?d=WAI3W3Q7

    Tudo de bom,

    http://www.lagrimapsicodelica.blogspot.com/
    lagrimapsicodelica@gmail.com
    Johnny F

    ResponderExcluir
  2. Querida parceira da Rádio Web Underground Lágrima Psicodélica, por motivos alheios à nossa vontade fomos obrigados a alterar novamente o I.P., portanto estamos disponibilizando o player que pode ser baixado em: http://www.megaupload.com/?d=HV1PBRRY

    ResponderExcluir